PEQUENO ESTUDO SOBRE INVEJA E CIÚME 

Em Medicina Veterinária é importante conhecermos e explorarmos o máximo os repertórios, percebendo os Sintomas Mentais que os animais nos sinalizam, a partir de suas reações.

Não é verdade que eles não nos dão sintomas de 1o Nível. Temos é que estudar cada vez mais e perceber : as modalidades mentais que surgem em geral (por exemplo, insônia durante o cio, ansiedade aumentada na lua cheia, sintomas digestivos após repreensão leve, etc); as angústias, ansiedades, medos e suas circunstâncias; culpas em geral, ou falta dela, atitudes, vontades, desejos e aversões, mortificação ; traços de caráter, atividade, conduta, egocentrismo, inveja; como manifestam o afeto (para o seu dono, todo animalzinho é afetuoso. Será? Temos que vê-los por nossas lentes, sem preconceitos); Observar seu humor, agressividade., sentimentos, sexualidade; Sensibilidades em geral (frio, calor, umidade, situações de excitabilidade), sensível a, transtornos por(barulhos, vozes altas, escuridão, solidão, inatividade, agrupamentos de pessoas, etc). Perceber sua concentração, seu grau de compreensão (é embotado? Aprende rápido? É distraído? Não "perceber" uma repreensão?). Se memoriza facilmente as situações, locais etc.

Estamos aqui no momento tentando diferenciar o sintoma Inveja do sintoma Ciúme. Parece que a Inveja está mais ligada a bens materiais, fruto de cobiça pelo Ter.

O ciúme, pelo estudo da concordância dos medicamentos , está mais ligado ao sofrimento, mais profundo, ligado muito mais à Sensibilidade, Emoção.

Resultou mais ou menos nisso:

INVEJA - reporte-se também aos demais sintomas:
  • Transtornos por mortificação (Staph)
  • Despreocupado(carefree; duty; responsability/fear; (Phos-ctc1-15 ...ele preferia permanecer popular e o alvo de inveja ou ressentimento de alguem)
  • Dictatorial, Domineering, Dogmatical, Despotic ( Lyc- AL-2-Frenesi e furia explodindo em inveja,reproches, arrogancia, imperiosidade)
  • Envy,Ambition; Disgust-exhilaration; Greed; Jealousy/ sadness-happy) (Ars; Bry; Cub; Cur; Hell; Lil-t; Pul; Nat-s)
  • Envy - avidity, and (Ars)

CIUME - muitos sintomas correlatos: .(observamos que os sintomas que se desencadeiam secundários ao ciume, aparecem com mais frequência nos seguintes medicamentos: Apis, Lachesis, Nux vomica, Hyosciamus. Naturalmente é necessário estudar todos aqueles que aparecem no trabalho de Concordância do Dr. Zoby).

Abusive, insulting
Ailments from- Love disapointed
Anger-alternating with repentance quick
Anger- himself, with
Anger- stabbed anyone, so angry that he coul have
Anger-violent
Answers- stupor returns quickly after answering
Antics, plays
Avesion-family; to members of
Aversion-husband, to
Contemptuous
Deceitful, sly
Delirium,business talks of
Delirium, busy
Delirium, face red
Delirium, home wants to go
Delusions, danger, family from his
Delusions,home,away from home, he is
Delusions-poisoned-he-has been
Delusions-spied, being
Delusions- walks-cannot walk-rum or hop, must
Envy
Escape, attempts to (from jealousy or vexation)
Fear,poisoned-being poisoned, fear of
Hatred
Home desires to go
Hysteria-menses, first day of
Insanity- convulsions with
Irritability , family to her
Jealousy- Envy, Egotism, Selfisheness
Jumping
Kisses everyone
Lascivious
Mocking 
Mocking, sarcasm ( contemptuous, irony)
Mood repulsive
Nible, desire to
Obscene, lewd(fancies lascivious; lascivious; thoughs sexual; shameless; libertinism; naked; revelry; shameless)
Quarrelsome
Reproach others
Runs about ( delusions walks-cannot run; escape,impulse run; mania-hands wriging; restlessness-convulsions; roving; shrieking convulsions; generals-chorea-run)
Shameless
Staring, thoughtless- eye staring
Suspicious
Suspicious- friends his best
Suspicious-talking about her, people are
Violent, vehement
Weeping,anger after
Weeping,vexation from

Desta forma, podemos ter a possibilidade de assinalar todas as atitudes dos nossos peludos ou empenados mais adequadamente, já que freqüentemente seus responsáveis acham que tudo é por "ciúme".

Há um mundo de situações a observarmos em nossos amigos. Temos é que aprimorar a nossa sensibilidade para captarmos suas personalidades, susceptiblidades e reatividades. Paralelamente, é necessário um estudo minucioso, contante dos repertórios, das Matérias Médicas, da etologia (estudo do comportamento) ligada a cada espécie.

Vamos encerrando este tópico, e posteriormente daremos continuidade a este assunto.

Maria Leonora Veras de Mello
Medica Veterinária
Clinica Geral e Homeopatia
Problemas em Fisiologia da Reprodução e Endocrinologia
Colpocitologia
CRMV-RJ/2165